A Química das Tatuagens

04/12/2018

A química das tatuagens


1- Origem histórica

A tatuagem existe há mais de 3500 anos e sempre foi considerada uma forma de comunicação e expressão do corpo. Antes, presente nas aldeias, as tatuagens representavam momentos da vida como nascimento, reprodução, puberdade, o fato de tornarem-se guerreiros, entre outros.
Na era moderna, a tatuagem virou símbolo de marginalidade, com as famosas tatuagens de presidiários, que mostravam o crime cometido. Mas de uns tempos pra cá, ela foi se popularizando, não é mais símbolo dos bandidos, os desenhos ficaram mais bem feitos com cores e traços finos e bem delineados.

2- Alguns tipos de tatuagem

Realista: desenhos que imitam o mundo real, como mulheres, pássaros e personalidades.

Estilizada: como o próprio nome já diz, são desenhos estilizados.

Tribal: desenhos em preto ou colorido com motivos tribais. Podem ser desenhos de tribos norte-americanas, haidas, maias, incas, astecas, geométricas ou abstratas.

Oriental: trabalhos grandes, geralmente de corpo inteiro, como um painel. Os desenhos são com motivos orientais, como samurais, gueixas e dragões.

Religiosas: trabalhos com personagens bíblicos, como um santo, uma cruz, etc.


3- Mas o que isso tem a ver com química?

As tatuagens de henna, de cor marrom ferrugem, é feita a partir de uma planta existente na índia e em países do oriente médio (Henna lawsonia inermis). e os desenhos são feitos colocando o material sobre a superfície da pele. Já as tatuagens definitivas são feitas através da inserção de uma agulha com um determinado pigmento. E é nesse pigmento que nós podemos observar a química. Como foi dito, as tatuagens evoluíram saindo do aspecto de "tatuagem de marinheiro" para verdadeiras obras de arte, com muitos detalhes e muitas cores.

As cores presentes nas tatuagens são provenientes de alguns produtos químicos. São sais de alguns elementos de transição. Da mesma forma que eles são utilizados para dar cores a vidros, também são para colorir as tatuagens.


Pigmento Cor

Sais de cádmio .............................. Amarelo ou vermelho

Sais de crômio ............................... Verde

Sais de ferro ................................... Castanho, rosa e amarelo

Sais de cobalto .............................. Azul

Sulfeto de Mercúrio ..................... Preto
Carbono (carvão) .......................... Preto
Óxido de Titânio .......................... Branco

4- Saúde


Como foi mostrada a utilização de alguns metais, na pigmentação das tatuagens, também deve ser abordado o tema saúde.

A intoxicação por metais pesados ocorre quando eles são absorvidos pelo corpo humano e passam a substituir alguns metais necessários para nossas funções biológicas. É importante lembrar que a intoxicação se dá pela ingestão, ao longo da vida. Bem é isso mesmo, ao longo dá vida. Os metais pesados se depositam nos tecidos ósseos e gordurosos, não sendo eliminados com o passar do tempo.


4.1 Alguns metais e alguns efeitos

Alumínio- Anemia por deficiência de ferro; intoxicação crônica.

Cádmio- Câncer de pulmões e próstata; lesão nos rins.

Chumbo- Saturnismo (cólicas abdominais, tremores, fraqueza muscular, lesão renal e cerebral). 

Mercúrio- Intoxicação do sistema nervoso central.

Cobalto- Fibrose pulmonar (endurecimento do pulmão) que pode levar à morte.

Cromo- Asma (bronquite); câncer.


5- Conclusão


A cada dia, temos técnicas mais aperfeiçoadas para a composição das tatuagens e imagens mais trabalhadas e coloridas. Todas as cores utilizadas são provenientes dos metais de transição, chamados metais pesados. Porém, apesar das concentrações dos metais pesados existentes serem muito baixas, não causando danos imediatos à saúde, é bom lembrar que os metais se acumulam ao longo da vida.