Estequiometria Aplicada à Cozinha.

15/11/2018

O objetivo geral é alinhar a Estequiometria e as Leis das proporções definidas e da Conservação da Massa ao preparo de alimentos. Principalmente na Confeitaria, como na Química, as proporções devem ser respeitadas.

Objetivos: 

  1. Compreender o que é a Estequiometria e seu objetivo: a receita certa e completa.
  2. Mostrar aos alunos que a Estequiometria não é muito diferente que o preparo de qualquer receita culinária ou industrial conhecida.

Ponto de partida: 

Veja os ingredientes abaixo:

Agora vamos medir as massas de cada ingrediente que você vai utilizar...

Condições e regras para fazer este pudim:

a- Necessário manter as proporções....

E se fizéssemos com apenas um OVO?

Como seria esta proporção?

b- Como seria esta proporção se utilizássemos 5 dúzias de OVOS?

c- Se uma padaria ou confeitaria tiver que entregar três pudins por dia. Quantos litros de leite ela precisaria para fazer este pudins em um mês corrido?

d- Veja a queima da glicose abaixo realizada pelo corpo humano:

Então, vamos fazer um pudim,...

  • 1 lata de leite condensado
  • 1 lata de leite (medida da lata de leite condensado)
  • 3 ovos inteiros
  • 3 colheres de açucar.

PUDIM:

  1. Primeiro, bata bem os ovos no liquidificador.
  2. Acrescente o leite condensado e o leite, e bata novamente.

CALDA:

  1. Derreta o açúcar na panela até ficar moreno, acrescente a água e deixe engrossar.

PUDIM + CALDA:

  1. Coloque em uma forma redonda e despeje a massa do pudim por cima.
  2. Asse em forno médio por 45 minutos, com a assadeira redonda dentro de uma maior com água (BANHO-MARIA).
  3. Espete um garfo para ver se está bem assado.
  4. Deixe esfriar e desenforme.


O que é o BANHO-MARIA?

Na verdade, esse método de aquecimento não é uma exclusividade da culinária. Ele também é bastante utilizado na indústria farmacêutica, cosmética e em laboratórios químicos - e a origem do seu nome, "banho-maria", tem uma história fascinante. O termo está associado à figura de uma judia chamada Maria, que teria vivido no Egito entre os séculos 3 e 1 a.C.

Maria, a alquimista

Os registros históricos mais antigos que existem sobre Maria foram deixados pelo alquimista egípcio Zósimo de Penápolis - autor que documentou as contribuições e os inventos dela em sua obra Peri kaminon kai organon ("Tratado sobre Instrumentos e Fornalhas'). Ele escreveu sobre essa fascinante mulher por volta do século 4 da nossa era, isto é, cerca de 500 anos depois de ela morrer.

Mesmo que você não seja muito talentoso na cozinha e prefira não se aventurar no fogão, já deve ter ouvido o termo “banho-maria”, certo? Na culinária, ele se refere a um método de aquecimento no qual, em vez de colocar o recipiente contendo os alimentos diretamente sobre a chama, esse recipiente é posto dentro de outro contendo água fervente, o que permite que os itens esquentem de forma mais lenta e uniforme.